Eu quero que o meu caixão

tenha uma forma bizarra.
A forma de um coração,
a forma de uma guitarra.

Anúncios

Evento de Tunguska

Tunguska é uma região da Sibéria Central onde, às 7h15 da manhã de 30 de junho de 1908, houve uma gigantesca explosão após uma bola de fogo ser vista atravessando o céu. Causou uma onda de impacto que devastou toda a região do lago Baikal, afetando em menor grau todo o norte da Europa.

Ao cruzar o céu e em seguida tocar o horizonte (segundo testemunhas), uma bola de fogo gerou uma enorme explosão. Foram destruídos aproximadamente 2.000 quilômetros quadrados de florestas e queimadas milhares de árvores próximos ao local do suposto impacto.

Consta que a onda de choque causada pela explosão se propagou pela atmosfera e circundou o planeta Terra por duas vezes.

Durante dois dias, em Londres, cerca de dez mil quilômetros de distância do evento, se podia ler jornal à noite tal a quantidade de poeira finíssima dispersa na atmosfera terrestre e à luminosidade remanescente.

caça aos japs.

Japão consegue maioria por volta da caça à baleia

DO INDEPENDENT

O Japão obteve os votos que vão lhe dar o controle sobre a CIB (Comissão Internacional da Baleia) em sua campanha para retomar a caça comercial desses mamíferos marinhos.
A nação, líder da campanha pró-caça, garantiu o apoio de mais três países pequenos -Guatemala, Camboja e Ilhas Marshall-, o que lhe dará a maioria simples (51%) dos votos na reunião da comissão na sexta-feira. O país quer derrubar a moratória internacional que protege o animal há 20 anos.
Essa posição ainda não permitiria ao Japão derrubar o embargo -o que requer 76% dos votos, mas deve possibilitar que o país amplie sua cota de “caça científica”, rubrica atual da atividade comercial.
Os japoneses são acusados de oferecer ajuda econômica para persuadir pequenos países a aderirem a sua posição na CIB. O Japão nega compra de votos, diz que a caça é “sustentável” e que algumas baleias são pragas no mar.
Países contra a caça -como EUA, Brasil, Reino Unido- tentam conseguir mais aliados para manter a maioria no encontro da CIB deste ano, em Saint Kitts e Nevis, no Caribe.