6 de janeiro, 2009

pra sair da praia tem que atravessar um longo bosque fechado, baixo e verde bem escuro. parece um pouco com um túnel, a claridade é bem peneirada pela mata. e quando finalmente termina, do bosque para frente e em todos os sentidos, se abre um campo enorme e muito plano. uma horda de búfalos ocupa o lugar, a perder de vista. os mais distantes são só pontos escuros no horizonte metade pra baixo verde claro vibrante-metade pra cima cinza azulado. nao tem vento nem nada e se você ficar quieto, vai ouvir o único som do ruminar.

Em primeiro lugar, ensinar as pessoas como ouvir mais cuidadosa e criticamente a paisagem sonora. Depois, precisamos solicitar sua ajuda para replanejá-la.

O combate à poluição sonora pela diminuição do ruído é uma abordagem negativa. É possível uma maneira de tornar a acústica ambiental um programa de estudos positivo. Que sons queremos preservar, encorajar, multiplicar? Quando soubermos responder a essa pergunta, os sons desagradáveis ou destrutivos predominarão a tal ponto que saberemos por que devemos eliminá-los. Somente uma total apreciação do ambiente acústico pode nos dar recursos para aperfeiçoar a orquestração da paisagem sonora mundial.

R. Murray Schafer, Afinação do Mundo.